Notas de Imprensa

22 de Junho de 2018

BNA apresenta proposta do novo Instrutivo sobre Importação e Exportação de Mercadorias

No dia 20 de Junho de 2018, o Banco Nacional de Angola apresentou a proposta do novo Instrutivo sobre Importação e Exportação de Mercadorias, no auditório Saydi Mingas do Museu da Moeda. Alves Ferreira, chefe de divisão do Departamento do Controlo Cambial (DCC) foi o prelector do encontro, no qual estiveram presentes importadores e exportadores nacionais e estrangeiros.

O Governador do Banco Nacional de Angola, José de Lima Massano, fez saber aos participantes que “a importação de mercadorias para Angola passará a ser feita essencialmente com cartas de crédito, por ser o melhor instrumento financeiro utilizado no comércio internacional”.

O Banco Nacional de Angola quer mais operações com cartas de crédito. “As cartas de crédito garantem disponibilidade de recursos para o pagamento ao exportador. Os outros instrumentos de operação não oferecem as mesmas garantias. Com a implementação das cartas de crédito será possível garantir a entrada de mercadorias no país”, enfatizou José de Lima Massano.  

“O novo instrutivo visa adequar as regras e procedimentos de importação e exportação de mercadorias ao contexto macro-económico. As cartas de crédito asseguram, igualmente, o controlo dos endividamentos em moeda estrangeira no país. Para operações de importação com valor superior a 100.000,00 € (cem mil euros), os importadores serão obrigados a utilizar cartas de crédito para efectuar as operações”, explicou Alves Ferreira. 

Com o propósito de ter uma auscultação mais abrangente, a proposta do novo Instrutivo foi, de igual modo, apresentada aos representantes da banca comercial e das instituições financeiras do mercado angolano. 

De acordo com o Governador José de Lima Massano, o novo Instrutivo poderá ainda ser melhorado, tendo em conta as contribuições dos empresários e representantes da banca comercial.  

chartVice-Governador Rui Miguêns de Oliveira, Governador José de Lima Massano e Vice-Governador Manuel António Tiago Dias